Como são as cicatrizes das cirurgias abdominais feitas por laparoscopia?

20/11/2018 • Artigo por

Como são as cicatrizes das cirurgias abdominais feitas por laparoscopia?

O que você sabe sobre as cicatrizes das cirurgias abdominais feitas por laparoscopia? A Este procedimento consiste em uma técnica cirúrgica minimamente invasiva, sendo realizada na região abdominal do paciente, na maioria das vezes.

Ouça este conteúdo:

                               

Dentre as inúmeras indicações da laparoscopia, estão os tratamentos para o aparelho digestivo e para a parede abdominal, como: retirada das pedras na vesículahérnias da parede abdominal e a cirurgia para o refluxo gastroesofágico.

Mas como será que ficam as cicatrizes, após o procedimento?

Cicatrizes das cirurgias abdominais feitas por laparoscopia: como são?

O procedimento conta com uma pequena incisão no abdômen, onde, então, introduz-se o laparoscópio, instrumento utilizado para a visualização e tratamento de determinado problema na região.

Esse objeto é constituído de fibras óticas e é por meio dele que se torna possível o diagnóstico e o consequente reparo da região afetada.

Além dessa pequena incisão, outras incisões também podem ser necessárias, para que demais aparatos cirúrgicos sejam instruídos, conforme a orientação médica.

O que esperar das cicatrizes?

A vantagem da laparoscopia é que as cicatrizes resultantes são muito pequenas e ainda podem ser amenizadas com o tempo e de acordo com o processo de cicatrização de cada um.

Também é importante evitar a exposição ao sol em até seis meses após o procedimento, para que as cicatrizes não manchem a pele. De qualquer forma, a laparoscopia sugere um resultado menos agressivo do que a cirurgia aberta convencional, em relação às cicatrizes.

As incisões no abdômen são mínimas, medindo, aproximadamente, 5 a 12 milímetros, dependendo da situação. Entretanto, quando a incisão necessita ter um tamanho maior, o ideal é optar pela região abaixo do umbigo para realizar o procedimento.

Basicamente, o processo de cicatrização depende de alguns fatores. Vamos conhecer um pouco mais sobre eles.

Fatores que interferem na cicatrização                  

É importante orientar ao paciente que alguns fatores podem interferir no processo de cicatrização. Ou seja, o aspecto da cicatriz não depende somente do sucesso do procedimento médico, mas, também, de outros fatores, que podem ser descritos como locais ou sistêmicos.

Fatores locais

Os fatores locais da cicatrização podem interferir no processo natural das fases da cicatrização, em relação à ferida, propriamente dita. Por exemplo:

  • as características da lesão podem influenciar no processo de cicatrização, como a técnica e o material utilizado, ou mesmo o curativo;
  • os cuidados pós-operatórios são decisivos para uma cicatrização correta;
  • a isquemia tecidual pode diminuir a oxigenação e desestimular a proliferação dos fibroblastos e a síntese do colágeno na região afetada;
  • se houver infecção na região lesionada, o processo de cicatrização também pode ser alterado.

Fatores sistêmicos

Já os fatores sistêmicos da cicatrização dizem respeito às condições do paciente e a respectiva relação do indivíduo com o procedimento. Dentre elas, podemos citar alguns aspectos que podem alterar o processo:

  • a faixa etária interfere na resposta inflamatória;
  • algumas doenças crônicas podem interferir na cicatrização do paciente, como diabetes mellitus e obesidade;
  • a interferência de medicamentos utilizados pelo paciente;
  • caso o paciente tenha predisposição à queloide, o processo natural de cicatrização também pode ser prejudicado;
  • o estado nutricional do paciente, de maneira geral, pode alterar significativamente a cicatrização, já que pode diminuir a resposta imunológica e a síntese de colágeno.

Por isso, o ideal é que o paciente mantenha um acompanhamento posterior ao procedimento, para certificar-se de que o processo de cicatrização está em bom andamento.

Ou seja, embora as cicatrizes abdominais da laparoscopia sejam mínimas, os fatores descritos podem interferir nos resultados.

Gostou do artigo? Entre em contato comigo para saber mais sobre o assunto.