É possível controlar o refluxo?

10/03/2019 • Artigo por

É possível controlar o refluxo?

É possível controlar o refluxo?

Essa é uma dúvida bastante comum após receber o diagnóstico do problema. Felizmente, existem diversos tratamentos para o refluxo, basta saber qual deles é mais indicado para o seu caso.

Além disso, algumas recomendações podem ser bastante eficazes para controlar o refluxo, quando a doença ainda está em sua fase inicial. Leia o artigo e descubra como amenizar o desconforto neste artigo!

Ouça este conteúdo:

Controlar o refluxo: como é possível?

O retorno involuntário e repetitivo do conteúdo estomacal diretamente para o esôfago é o que chamamos de refluxo gastroesofágico. Isso acontece pois a válvula entre o esôfago e o estômago não consegue se fechar completamente após a ingestão dos alimentos, o que faz com que o suco gástrico penetre no esôfago, irritando a mucosa estomacal.

Para resolver o problema, após a confirmação do diagnóstico, o paciente será orientado a fazer o tratamento, que pode ser clínico ou cirúrgico, dependendo do caso.

Tratamento cirúrgico

Quando a situação está agravada, o paciente deverá passar por um procedimento cirúrgico. Isso acontece principalmente quando a repetição do retorno do suco gástrico provoca esofagite grave, ocasionando a alteração das células do revestimento esofágico e aumentando a possibilidade do surgimento de tumores malignos na região.

Além disso, a cirurgia é indicada para pacientes que tem hérnia de hiato; para os que não conseguem sucesso no tratamento clínico ou mesmo quando se faz necessário confeccionar uma válvula antirrefluxo.

A cirurgia é simples e segura, quando feita por um profissional qualificado. Assim, é possível tratar o refluxo gastroesofágico de maneira convencional ou por laparoscopia.

Tratamento clínico

Quando a situação não é tão grave, é possível tratar o problema apenas com a indicação de medicamentos que diminuem a produção de ácido estomacal, melhorando a motilidade do esôfago.

Além disso, é fundamental que o paciente siga outras recomendações básicas para controlar o refluxo que, quando seguidas corretamente, tendem a melhorar significativamente o quadro.

Recomendações fundamentais para controlar o refluxo

De acordo com o Ministério da Saúde, algumas indicações são fundamentais para tratar o refluxo gastroesofágico. Veja como:

  • faça refeições leves e às distribua em várias vezes ao dia, ao invés de fazer refeições pesadas em um intervalo muito longo entre uma e outra;
  • mastigue bastante os alimentos, mantenha-se concentrado enquanto se alimenta e não tenha pressa ao ingerir;
  • não deite após se alimentar e, quando for dormir, eleve um pouco a cabeça sobre o travesseiro;
  • use roupas confortáveis e evite as que apertam a região do abdômen;
  • evite bebidas alcoólicas ou gaseificadas, já que essas favorecem o retorno do conteúdo gástrico;
  • mantenha-se no peso ideal;
  • não fume.

Nos casos de refluxo em bebês, é importante que os cuidadores não deitem a criança após ela mamar. Por isso, certifique-se de colocá-lo em pé ou no colo até que o ar deglutido durante a amamentação seja eliminado.

Consulte um especialista

Alguns sinais podem estar indicando um quadro de refluxo, como: azia; queimação que começa no estômago e pode chegar até a garganta; tosse seca; dor torácica e algumas doenças pulmonares, como asma e bronquite.

Dessa maneira, ao se identificar com algum desses sintomas, procure um especialista e relate o seu desconforto ou preocupação. Os exames como pHmetria ou endoscopia podem confirmar o diagnóstico, caso a descrição dos sintomas ainda não seja suficiente.