Percebi um sangramento nas fezes: o que isso significa?

02/05/2018 • Artigo por

Percebi um sangramento nas fezes: o que isso significa?

Pode ser que não seja um hábito olhar o seu cocô antes de dar descarga. No entanto, verificar a  cor, forma e consistência pode ser um ótimo controle da sua saúde. Um incômodo bastante comum é a presença de sangue vivo nas fezes, ou de coágulos ou de mudança da cor castanha para preto. Sangramento nas fezes é um sinal de alerta. “Sangue é vermelho e vermelho é sinal de perigo!”

 

O proctologista e o gastroenterologista são os especialistas responsáveis por essa análise, mas antes de procurar ajuda médica, é importante conhecer de que maneira está funcionando a sua excreção. De qualquer forma, se atente aos sintomas e procure ajuda médica se o problema persistir. Mas o que será que o sangue nas fezes pode estar querendo alertar?

Sangramento nas fezes de coloração vermelho vivo

Essa coloração indica que o sangramento ocorreu nas regiões baixas do sistema digestivo, como o intestino grosso, reto e ânus. Pode estar relacionado às hemorroidas, fissuras anais, lesões causadas por algum trauma nessa região, vermes, pólipos, diverticuloses, doenças inflamatórias intestinais (colite, doença de Crohn, retocolite ulcerativa) ou tumores.

É importante observar que, em alguns casos, o sangue nas fezes não será visível. Isso se dá quando o sangramento encontra-se no início do intestino e ainda não tem caráter abundante.

Hemorroidas e fissuras anais

Na maioria das vezes, o sangramento nas fezes, com sangue vermelho vivo, está relacionado às hemorroidas ou fissuras anais. Pode ser que o sangue pingue no vaso, após a evacuação, ou se manifeste no próprio papel higiênico.

As hemorroidas podem arder, provocar coceira, umidade e irritação anal, além de estar sinalizando possíveis trombos em seu interior. É preciso esclarecer que todas as pessoas tem hemorroidas, pois elas são uma parte normal do tecido anal e funcionam como uma espécie de fechamento da entrada anal. Quando começam a ficar irritadas, apresentam sangue nas fezes, além de desconforto ao evacuar e uma sensação de inchaço na zona afetada.

A constipação intestinal provoca fezes endurecidas e o consequente sangramento. No entanto, se esse quadro for repetitivo, é possível que uma fissura anal aguda se desenvolva.

Hemorroidas e fissuras anais são tratadas com pomadas, supositórios e banhos de assento. Algumas vezes, é necessário recorrer à cirurgia, quando os sintomas não desaparecem ao tratamento. Também é importante se adequar a uma alimentação saudável, repleta de fibras, alta ingestão de líquidos, além de praticar exercícios físicos regularmente, que estimula o trânsito intestinal.

Fezes de coloração escura

Fezes de coloração escura, pretas, podem sinalizar hemorragia no trato digestivo ou indicar um sangramento em uma parte mais profunda do reto. Isso pode acontecer no trato digestivo superior (esôfago, estômago e porção superior do intestino delgado, também chamado de duodeno) e no trato inferior (que inclui o cólon, o reto e o ânus) do aparelho digestivo.

Melena

Quando um sangramento mais intenso ocorre na parte superior, as fezes tendem a apresentar uma coloração bem escura e de cheiro forte característico, denominado melena. Úlceras no estômago e no duodeno são comuns nesse caso, pois o sangue se mistura às fezes no trato digestivo e pode percorrer todo o intestino. Outras doenças no intestino delgado e na parte inicial do intestino grosso também provocam melena.

Cancro colo-retal e pólipos

A maioria das causas da hemorragia no trato digestivo podem ser controladas, como as úlceras, esofagites e varizes esofagianas, e hemorroidas. Outras já são mais sérias e se caracterizam por pólipos e tumores, mas que também apresentam tratamento.

De uma forma geral, os tumores intestinais benignos e malignos provocam sangramento nas fezes. Os sinais são acompanhados de dor abdominal, alteração dos hábitos intestinais, além de muco e emagrecimento. A necessidade de querer evacuar e não conseguir, também é um sintoma de câncer no reto.

O cancro é considerada a razão mais perigosa do sangramento nas fezes. Afeta os órgãos excretores, assim como os tecidos que o rodeiam, podendo se desenvolver e formar tumores no reto, intestino delgado e intestino grosso. O tumor benigno é chamado de pólipo e pode ser removido por uma colonoscopia, antes que apresente caráter maligno. Já os tumores malignos são cancerígenos, desenvolvendo-se a partir dos pólipos e alastrando-se pelo fígado e rins.

É importante estar atento aos outros sintomas do cancro colorretal. Alteração nos hábitos de excreção e consequentes problemas decorrentes disso, como diarreia e dor, são sinais para deixar qualquer um atento. Caso ainda seja observada uma grande quantidade de sangue, coágulos junto às fezes, tontura, perda dos sentidos, taquicardia ou queda de pressão arterial, procure imediatamente um especialista. Havendo um diagnóstico de tumor, o tratamento se torna eficiente, principalmente se for diagnosticado precocemente.

Sangue nas fezes do bebê

O sangue nas fezes do bebê pode ter várias causas, dependendo da idade da criança. A mais comum é a decorrente da dificuldade de evacuar, que pode surgir em bebês que estão em transição de amamentação do leite materno para uma introdução de novos alimentos. Isso pode acabar resultando em pequenas lesões na região anal.

Outra situação menos frequente do sangue nas fezes é em decorrência da colite alérgica, quando as cólicas são provenientes da alergia de alguns alimentos. No entanto, a presença de sangue no cocô do recém-nascidos não é considerada normal e pode demonstrar um problema maior, principalmente se for acompanhada de inchaço abdominal e dor. De qualquer forma, deve-se consultar o pediatra em casos de sangramento nas fezes e verificar qual sua verdadeira causa, condizente com a especificidade de cada caso.

Gostou do conteúdo? Confira mais informações nas redes sociais, Facebook e Instagram.